SEGURANÇA PÚBLICA; Maciel Sousa, com apoio do vereador Elenilson Tilit, solicita criação de Lei que penalize com a perda de Alvará de Funcionamento empresas que praticarem a receptação de produtos furtados, em Nova Mutum

Indicação de autoria do parlamentar Maciel Sousa, um pedido foi solicitado ao prefeito Leandro Félix com o apoio do vereador Tilit, a indicação 047/2024, que dispõe sobre a necessidade de criar uma lei que penalize empresas e/ou comércios, que praticarem a receptação de produtos furtados.

A demanda atende aos populares, sendo que visa instituir o projeto de lei para coibir aqueles que tentarem usufruir do produto através da receptação de produtos furtados. Uma das consequências é a cassação do alvará de funcionamento.

Os crimes estão previstos nos Art. 155 e 180, do Código Penal

Compartilhar

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Imprimir

últimas Notícias

A Polícia Civil informou, há pouco, que prendeu, ontem à noite, o segundo suspeito de envolvimento na morte de Wanderley Leandro Nascimento Costa, (foto), de 36 anos. Investigadores descobriram que o segundo envolvido estava hospedado em um hotel, próximo à rodoviária em Lucas do Rio Verde, e pegou um carro de aplicativo e pretendia ir até Cuiabá. Os policiais agiram rápido, foi feita a abordagem da do veículo na região de Nova Mutum e ele foi preso. Conforme Só Notícias já informou, o primeiro envolvido foi preso em Terra Nova do Norte (165 quilômetros de Sinop), ontem. Wanderley morava em Cuiabá, trabalhava na assessoria do deputado estadual Wilson Santos e estava desaparecido desde a última quinta-feira (16). Uma fonte da Delegacia de Roubos e Furtos de Sinop informou, ao Só Notícias, ontem à noite, que a Polícia Civil já trabalhava com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte) e receberam informações de que o GM Tracker preto, da vítima, estaria em Sinop e fizeram buscas até a localizar o veículo. Está sendo apurado se os dois saíram de Cuiabá, com o carro do assessor, um ficou em Lucas e o veículo foi deixado em Sinop e o outro envolvido fugiu. Na sequência, passaram a apurar a informação de que o suspeito estaria fugindo em um ônibus para Guarantã do Norte (250 quilômetros de Sinop). Os investigadores fizeram contato com a delegacia daquele município, que efetuaram a prisão na BR-163, em Terra Nova do Norte. Segundo a Polícia Civil, ao ser preso quando descia de um micro ônibus, o suspeito, de 18 anos, confessou ter matado Wanderley e revelou o local onde havia jogado o corpo da vítima, em uma região conhecida como “Cinturão Verde”, nas proximidades do bairro Pedra 90, em Cuiabá. Policiais da capital fizeram buscas e conseguiram encontrar o cadáver, que foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) para apurar a causa da morte. Apesar da hipótese de latrocínio, a Polícia Civil ainda não confirmou qual a motivação do crime, que segue sob investigação. Wanderley deixa quatro filhos. Em nota, o deputado Wilson Santos lamentou o falecimento. “Neste momento de dor, em que a notícia foi confirmada pela polícia, (o deputado) se solidariza à família, amigos e colegas de trabalho numa corrente de oração é fé. Que Deus possa receber nosso companheiro de braços abertos e consolar seus familiares. Que a justiça seja feita”, informou a assessoria.

A secretaria estadual de Meio Ambiente informou, esta tarde, que o resultado da operação feita pela Sema, Força Tática da Polícia Militar e o Centro